De "Ti Martins" para Mr. Fila da Goda - O 'Upgrade' de Gilmário Vemba

23348231_1497692176994168_6278090091839619072_n.jpg

O ‘Upgrade’ de Gilmário Vemba!

Deixou de ser o “Ti Martins” e passou a ser chamado pelo próprio nome ou também como “Mr. Fila da Goda” e tornou-se num Fashion Influencer.

 

Ainda temos bem na mente a imagem do “Ti Martins”, um angolano na casa dos 50 anos, magro com peças de roupa XL e bastante prático e conservador naquilo que eram os valores da sociedade em geral. Pois, em termos de aparência o “Ti Martins” parece que “desapareceu” ou melhor a pessoa que lhe dava vida deu um ‘upgrade’!

O upgrade foi notável que catapultou Gilmário para um nível alto de estilo. Não que seja necessário mas o aumento de massa muscular saiu a favor de Gilmário que por talvez coincidência deu um toque mágico ao seu guarda roupa. 


Quando o assunto é alfaiataria o tamanho das pecas é muito importante e isso faz com que Gilmário saia bem naquilo que é simplicidade das peças.

Calças até ao inicio do tornozelo, blazer à medida nos ombros e proporcional ao corpo muitas vezes o tamanho é que determina a elegância das mesmas, sem esquecer claro que é necessário postura e atitude para vestir elas, e nisso o Gilmário sabe muito bem!


Mestre do Combo “Fato + T-shirt + Sapatilhas”

Um detalhe muito importante é que o seu estilo passou a deixar uma imagem de marca que passa por Fato + T-shirt + Sapatilhas, este pormenor não deixa de ser interessante pois com esta combinação ele mantém-se sempre entre dois estilos: Clássico e o Casual!


Brincar com a roupa

A capacidade de improviso é uma particularidade de todos os fashionistas, ou seja, conseguir criar vários looks com uma peça apenas. Com muita perícia podemos ver que com um fato conseguiu criar 3 looks diferentes.


Keep it Simple!

Os looks com coordenações improváveis, entre o clássico e o casual faz com que a cada aparição ou ocasião surpreenda o público à volta.

Simples nos detalhes (Óculos de Sol, relógio e pulseira), possui uma atitude e styling acertado sem parecer esforçado faz-nos acreditar que Gilmário é a prova da conhecida frase “Less is more”.